Religião e Repressão

Religião e Repressão

R$ 45,00

DEVIDO À PANDEMIA, OS PEDIDOS SERÃO POSTADOS 3 DIAS ÚTEIS APÓS A CONFIRMAÇÃO DE PAGAMENTO. 
ATENÇÃO: DEVIDO À GRANDE PROCURA DESTA OBRA, OS ENVIOS SEGUIRÃO UMA ORDEM DE ACORDO COM OS PEDIDOS. 


Vivi, durante muitos anos, numa gaiola de palavras. Eu gostava dela. Não me sentia engaiolado. Sentia-me protegido. Minha gaiola era minha armadura. Quando as gaiolas são feitas de ferro é fácil perceber a prisão. Os prisioneiros sonham o tempo todo com fugas. Mas há gaiolas que não são feitas com ferro. São feitas com palavras. As gaiolas de ferro nos prendem por fora. As gaiolas de palavras nos prendem por dentro. Porque as palavras, como dizem as Sagradas Escritu­ras, se fazem carne. Eu era a minha gaiola. Quem tenta que­brar uma grade da minha gaiola é como se estivesse arrancan­do um órgão do meu corpo. Ah, pedaço arrancado de mim... Odeio aqueles que tentam dilacerar-me.

A tentação dos absolutos é uma característica universal do espírito humano. Todos queremos possuir a verdade. E para possuir a verdade é preciso que se a engaiole. E para engaiolar a verdade é necessário engaiolar a liberdade e o pensamento. Creio, portanto, que as conclusões deste livro transbordam os limites do protestantismo e podem ser aplicadas a outras religiões. - Rubem Alves

Livro pertencente à coleção TEOPOÉTICA, com obras teológicas do autor Rubem Alves.
             

Título do livro Religião e Repressão
Tipo Livro impresso

DEVIDO À PANDEMIA, OS PEDIDOS SERÃO POSTADOS 3 DIAS ÚTEIS APÓS A CONFIRMAÇÃO DE PAGAMENTO. 
ATENÇÃO: DEVIDO À GRANDE PROCURA DESTA OBRA, OS ENVIOS SEGUIRÃO UMA ORDEM DE ACORDO COM OS PEDIDOS. 


Vivi, durante muitos anos, numa gaiola de palavras. Eu gostava dela. Não me sentia engaiolado. Sentia-me protegido. Minha gaiola era minha armadura. Quando as gaiolas são feitas de ferro é fácil perceber a prisão. Os prisioneiros sonham o tempo todo com fugas. Mas há gaiolas que não são feitas com ferro. São feitas com palavras. As gaiolas de ferro nos prendem por fora. As gaiolas de palavras nos prendem por dentro. Porque as palavras, como dizem as Sagradas Escritu­ras, se fazem carne. Eu era a minha gaiola. Quem tenta que­brar uma grade da minha gaiola é como se estivesse arrancan­do um órgão do meu corpo. Ah, pedaço arrancado de mim... Odeio aqueles que tentam dilacerar-me.

A tentação dos absolutos é uma característica universal do espírito humano. Todos queremos possuir a verdade. E para possuir a verdade é preciso que se a engaiole. E para engaiolar a verdade é necessário engaiolar a liberdade e o pensamento. Creio, portanto, que as conclusões deste livro transbordam os limites do protestantismo e podem ser aplicadas a outras religiões. - Rubem Alves

Livro pertencente à coleção TEOPOÉTICA, com obras teológicas do autor Rubem Alves.
             





  • Assunto: Ciência da Religião - Teologia
  • Acabamento: Brochura
  • Dimensões do produto:  16 x 23 cm
  • Peso: 417 g
  • Tipo de Papel: Offset 75 g
  • Páginas: 304
  • Edição:
  • Idioma: Português

 

TRANSPORTADORA: Nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste as entregas estão sendo feitas por transportadora (envios mais rápidos). Qualquer dúvida, entre em contato pelo e-mail contato@editorasiano.com.br ou pelo WhatsApp 32 98873-3781.

MÓDICO DOS CORREIOS: Para as regiões Norte e Nordeste.
É uma modalidade de serviço específico dos Correios para entrega econômica de livros. Possibilita o envio com segurança e assertividade, somente com o prazo de entrega um pouco mais extenso dependendo da distância (entrega 5 a 14 dias úteis em média após o envio).Os rastreamentos nessa modalidade são limitados ao dia da postagem e à entrega, sem detalhes dos deslocamentos.

Os prazos de entrega, nas duas modalidades, são contados a partir do primeiro dia útil seguinte ao da postagem e variam de acordo com as localidades de destino. Para postagens aos sábados considera-se o dia útil seguinte como o dia da postagem.

Enviaremos o RASTREAMENTO.

Rubem Alves foi professor, teólogo, psicanalista, músico, cronista e poeta. Ainda é considerado um escritor de todos os tempos, pois ele com toda sua bagagem intelectual fala de humano para humano, reportando-se às nossas verdades essenciais e às nossas virtudes mais profundas, permitindo que venham à tona. Nasceu em Dores da Boa Esperança / MG, em 1933 e faleceu no dia 19 de julho de 2014. Ele dizia: "Somos belos porque dentro de nós há um jardim que, vez por outra, se deixa ver através dos nossos gestos".