A Construção: A História dos Pássaros Cativos

A Construção: A História dos Pássaros Cativos

Autor/a: Áquila Fidelis
R$ 15,00

Imagine uma grande e bela floresta. Imagine, agora, várias comunidades de pássaros vivendo nela como se fossem viveiros abertos. Que tal conhecer um desses viveiros, desde o seu nascimento até o seu declínio, passando pelos seus hábitos e seus costumes? 
A CONSTRUÇÃO é uma fábula que se destina a contar a história de um viveiro que surgiu no meio de uma floresta, a partir da chegada de muitos pássaros desejosos de conhecimento e a procura de segurança que, pouco a pouco, são levados a viver em cativeiro, dentro de muros que eles mesmos construíram.
Os eventos e as reviravoltas que se desenvolvem no viveiro são narrados de forma a mostrar como os pássaros se deixam levar por técnicas e métodos elaborados e, paulatinamente, se veem presos por regras, normas e tarefas inúteis que lhes roubam a liberdade e lhes furtam a possibilidade de serem livres para usufruírem as coisas simples e próprias dos pássaros.
A busca dos pássaros cativos pela liberdade, a abertura para aquilo que é novo e o desejo de retornarem às suas origens são lições de superação que enriquecem a trama da história.
Este livro, portanto, versa sobre o valor e a beleza da liberdade e sobre a importância de romper com paradigmas em busca da vida livre e simples.
Quem são e onde estão hoje esses pássaros? Talvez algum deles passe voando por você no caminho ou cante para você de uma árvore próxima. Eles estão aí, voando e cantando na floresta.

Imagine uma grande e bela floresta. Imagine, agora, várias comunidades de pássaros vivendo nela como se fossem viveiros abertos. Que tal conhecer um desses viveiros, desde o seu nascimento até o seu declínio, passando pelos seus hábitos e seus costumes? 
A CONSTRUÇÃO é uma fábula que se destina a contar a história de um viveiro que surgiu no meio de uma floresta, a partir da chegada de muitos pássaros desejosos de conhecimento e a procura de segurança que, pouco a pouco, são levados a viver em cativeiro, dentro de muros que eles mesmos construíram.
Os eventos e as reviravoltas que se desenvolvem no viveiro são narrados de forma a mostrar como os pássaros se deixam levar por técnicas e métodos elaborados e, paulatinamente, se veem presos por regras, normas e tarefas inúteis que lhes roubam a liberdade e lhes furtam a possibilidade de serem livres para usufruírem as coisas simples e próprias dos pássaros.
A busca dos pássaros cativos pela liberdade, a abertura para aquilo que é novo e o desejo de retornarem às suas origens são lições de superação que enriquecem a trama da história.
Este livro, portanto, versa sobre o valor e a beleza da liberdade e sobre a importância de romper com paradigmas em busca da vida livre e simples.
Quem são e onde estão hoje esses pássaros? Talvez algum deles passe voando por você no caminho ou cante para você de uma árvore próxima. Eles estão aí, voando e cantando na floresta.

 

  • Assunto: Contos/Ficção/Fábulas
  • Acabamento: Brochura
  • Número de Páginas: 66
  • Dimensões do produto:  14 x 21 x 0,5 cm
  • Peso: 110 g
  • Tipo de Papel: Offset Soft 75 g
  • Edição:
  • ISBN: 978-85-92636-11-1
  • Idioma: Português

 

   

MÓDICO é uma modalidade de serviço específico dos Correios para entrega econômica de livros. Possibilita o envio com segurança e assertividade, somente com o prazo de entrega um pouco mais extenso dependendo da distância (entrega 5 a 14 dias úteis após o envio). Possuímos também as modalidades PAC (entrega 5 a 7 dias úteis após o envio) e SEDEX (entrega 1 a 4 dias úteis após o envio), tudo para seu conforto e opções.

Os prazos de entrega são contados a partir do primeiro dia útil seguinte ao da postagem e variam de acordo com as localidades de origem e destino. Para postagens aos sábados considera-se o dia útil seguinte como o dia da postagem.

Enviaremos o CÓDIGO DE RASTREAMENTO.

Áquila Fidelis é um pseudônimo. Ele diz: "Escrevi esta fábula com o propósito de contá-la aos meus filhos e netos; porém, após escrevê-la, lancei-a, como quem coloca um mapa numa garrafa e atira ao mar, na esperança que seja encontrada pela pessoa certa, no momento certo. Uma fábula, quando é contada, pertence àquele que a conta, mas, depois que é contada, passa a pertencer àquele que a ouviu. Portanto, como fábula, esta é uma obra de ficção, e a toda pessoa que a ouvir lhe é reservado o direito de entendê-la como lhe convier, todavia a correlação com fatos, pessoas ou instituições deverá ser de sua total responsabilidade".